- O parto Natural e humanizado de verdade - A maneira segura e emocionante de ajudar mulheres trazer crianças ao mundo

terça-feira, 27 de julho de 2010

Preparar-se Para Cesárea

Dizem que a mulher que deseja muito parir, deveria se preparar para o caso de vir a passar por uma cesariana.

Antes de refletir e escutar algo determinante sobre isso, também caí no piegas "preparar-se para o pior", mas vamos pensar juntos sobre o assunto.

Imagine que você encontrou o homem da sua vida. Ele está igualmente apaixonado e ansioso por você. Decidiram se casar na igreja com toda pompa a que tem direito. Está tudo pronto e lá está ele no altar admirado com sua beleza e não se contendo em si de tanta alegria. Vocês chegam até o padre que diz: "Olha, tudo bem eu até faço esse casamento se é o que vocês querem, mas não vou enganar ninguém não. A chance de de dar em divórcio em nossos dias é muito alta. Então vamos jogar limpo: ambos têm que se preparar para o caso de pegar o outro na cama com outra pessoa, para aturar mentiras e inúmeras diferenças que provavelmente acabarão com os sonhos que construíram juntos. E pode ser muito pior do que estou dizendo. É isso. Não quero ver ninguém chorando e sofrendo depois porque eu avisei!"

Apesar de ambos serem possibilidades - a separação e a cesárea -, não podemos deixar de sonhar intensamente com o sucesso desse casamento e desse parto, só porque em alguns casos fatalmente dará errado.

Não há como se preparar demasiadamente para o que não está nos planos.

Mas se o que não desejamos acontecer, a dor é inevitável. Como em toda decepção, teremos que sofrer, compreender, reconstruir e, ás vezes, se reinventar para resolver e cicatrizar a ferida que não é só física.

Eu gostaria muito que as mulheres já viessem preparadas ou memso de saber prepara-las, mas isso é uma grande ilusão. Devemos sempre falar sobre as possibilidades, mas o tempo de um porfissional com a mulher deve ser usado, em sua maior parte, avaliando sua saúde e empoderando-a.

Não há como preparar-se para o que consideramos ruim. Sabemos que pode acontecer, mas acredito que pedir para esperar o que não queremos, seja algo incoerente demais para pedir.

6 comentários:

Kalu disse...

Tb sou d esta filosofia. O que é ruim, a gente tem que aceitar. E nao se preparar. Eu só quero saber do que pode sar certo! E tem dado certo.

PaulaZZT disse...

O que exatamente seria se preparar para um evento ruim? Saber que pode acontecer? Bem, acredito que isso a maioria sabe... A impressão que eu tenho é que nesse conselho vem embutido, prepare-se para fugir de uma frustração... Mas dá para fugir, caso algo dê errado? Não é mais maduro aceitar que as coisas aconteceram conforme tinham que acontecer...
A gente tem é que se preparar para o melhor, em qq situação, pq é mais fácil acontecer da oportunidade aparecer e a gente não poder agarrar. Nesse caso seria ter todas as condições de parir, mas ter um médico cesarista...
Bjoks Dydy querida

Lygia disse...

Adorei!!!
Nossa,fico P da vida qdo falo q quero ter parto normal e alguma anta me vira e fala "mas vc tem q se preparar, pq vc sabe, nem semrpe pode- se ter um PN, tem mulher q não tem dilatação, o cordão pode enrolar no pescoço..." Afff, qta ignorancia... Eu quero e vopu lutar até o fim pelo normal, como proprio nome diz: é normal...
Parabéns por tão linad mensagens!!!

Má e Paula disse...

É isso mesmo, resumidamente!
Você sempre escreve o que eu penso! Muito bom! rs

Bjos

Ministério da saúde disse...

Olá!
Você pode ajudar o Brasil a continuar livre da poliomielite! Ajude a divulgar informações aos papais e mamães, para que eles não se esqueçam de levar seus filhos menores de cinco anos para tomar a segunda dose contra a paralisia infantil, no próximo dia 14. Essa simples atitude faz com que as crianças do nosso país estejam protegidas de uma grave doença.
Caso tenha interesse em ajudar a divulgar a Campanha Nacional de Vacinação Infantil, e para obter mais informações ou materiais da campanha - como o filme e banners -, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br
Obrigado por sua colaboração!
Ministério da Saúde

Carol Flor disse...

Oi Dydy, também concordo que nada de preparar para cesárea, se acontecer, aí sim, viver o luto.

Eles já me visitaram