- O parto Natural e humanizado de verdade - A maneira segura e emocionante de ajudar mulheres trazer crianças ao mundo

sábado, 3 de julho de 2010

Se você Quer Mesmo Um Parto...

Resolvi escrever este post porque, no português claro, eu não agüento mais assistir passivamente mulheres que manifestam um desejo verdadeiro por um parto natural, sendo levadas para uma cesárea desnecessariamente e se conformando logo em seguida, afinal todos estão vivos... Como se sobreviver a um processo biológico fosse tudo de bom que pudesse acontecer neste momento.

Vou dizer mais uma vez:
Quem quer um parto normal, não pode ter como obstetra um cara que faz cesárea em todas as suas amigas! Não adianta fazê-lo prometer, porque ficamos muito vulneráveis no trabalho de parto.

Você precisa é ter alguém que te levante quando você chorar como menina implorando pela cesárea que não deseja. De alguém que esteja ao seu lado e diga que você está indo bem e que se emocione com sua conquista quando esse bebe estiver em seus braços!

Não tente transformar ninguém. Muito poucas pessoas estão abertas a mudarem suas práticas e até mesmo disponíveis para interromperem um jantar romântico ou acordar no meio da madrugada. Ele não vai mudar só para que você tenha o parto que deseja...

Não exija o serviço que o profissional oferece!
Compre “o produto” de que sabe fazer!
Mude você!

Por que é tão difícil mudar de obstetra para parir? Vínculo? Medo? Dúvida? Ninguém pode fazer esta escolha por ti. Então saiba que as vezes precisamos dizer não e correr com nossas próprias pernas, nos responsabilizar pelas glórias e conseqüências de nossas decisões.

Vou contar a história que sempre conto às grávidas que querem, porém não conseguem mudar de obstetra: Imagine que você é uma religiosa ferrenha, super discreta e precisa ir a um evento. Vai a uma loja de vestidos, onde todas as suas amigas saíram de lá com vestidos diferentes do que pediram, mas pelo menos sobreviveram. Mesmo assim você vai e pede um vestido preto, sem detalhes, reto. Mas a vendedora que é a melhor da loja (vende qualquer coisa que queira) lhe vem com um tubinho modernérrimo de estampas havaianas, com babados e lantejoulas amarelas. Você até assusta de início, mas ela fala de todas as vantagens das cores fluorescentes, da beleza dos cintilantes e que é a ultima moda em Milão. Você não querendo ser desagradável - porque ela é muito legal e te conhece há anos -, insiste no preto educadamente sem conseguir se imaginar vestindo aquela fantasia de carnaval que ela quer que você compre. Então você diz que vai pensar. Volta lá várias vezes, afinal vocês são amigas, e ela sempre vem com a mesma peça. Como não existem muitas lojas na cidade, já esta chegando o grande dia e falam muito mal de um certo vestido preto que comparam rasgado e a mulher ficou nua no meio da festa, você resolve comprar o da sua amiga (sai até mais barato) e vai a festa. Acontece tudo que você não queria: fica engraçadamente sexy e vira o centro das atenções. Mas não tem problema, pois tem um monte de gente que se veste assim e essa noite só vai durar algumas horas. Amanhã vai estar tudo bem. O importante é que você está viva.

Mas a diferença é que o parto e a sua vida são muito mais importantes do que um vestido.

Informem-se, reflitam, descubra o que querem, o que precisam e depois busquem no lugar certo... Porque parto é algo que vivemos muito poucas vezes na vida para que seja de qualquer jeito.

Faça você a mudança que precisa em sua vida.
Ou deixe as coisas como são e pronto.

Só as peço que me façam acreditar quando vocês tiverem decidido por si mesmas.
E eu ajudarei com o maior prazer e satisfação do mundo.

3 comentários:

Maíra disse...

Sempre me deleito com seus posts.
Ah, pena que você não mora aqui em BH, viu? Ia ser minha parteira na certa.

Cafofo da Fran disse...

Concordo contigo!

PaulaZZT disse...

Ai, ai, eu concordo com a Maíra... Vem para Campinas :-)
Bjoks
Paula
PS: Esse é mais um dos que acho que vc escreveu para mim, rsrsrsrs

Eles já me visitaram